13/04/2021

Nem sim nem não, por Catarina Almeida

O Pinóquio chegou à Ilha das Abelhas Laboriosas depois de uma noite infernal a nadar em busca do seu pai. Está esfomeado e, apesar de […]
22/03/2021

É o meu pai!, por Catarina Almeida

– É o meu pai! É o meu pai! Lá ao fundo, num barquinho, batido furiosamente contra as ondas, via-se o Gepeto a saltar. O […]
10/03/2021

Se é amargo, não quero…, por Catarina Almeida

– Bebe isto e em poucos dias estarás recuperado.– É doce ou amargo? – perguntou o Pinóquio.– É amargo, mas vai fazer-te bem.– Se é […]
01/03/2021

O mais precioso dos milagres, por Catarina Almeida

– Ó linda menina, abre a porta por favor! – gritou o Pinóquio quase sem forças.  Mal acabou de pronunciar estas palavras, caiu no chão, […]
23/02/2021

Não queres multiplicá-las em muitas mais?, por Letizia Ortisi

O Pinóquio consegue sair incólume do teatro de Papa-Fogo. Aliás… Sai de lá todo contente e com cinco moedas de ouro no bolso! Que grande […]
08/02/2021

4 ou 5 espirros, por Catarina Almeida e Letizia Ortisi

Pois é preciso dizer que, enquanto todos os homens, quando sentem pena de alguém choram ou, pelo menos, fingem limpar os olhos, Papa-Fogo, sempre que […]
01/02/2021

Ao colo de um pai, por Catarina Almeida e Letizia Ortisi

Pinóquio adormeceu junto à lareira. Os seus pés, que eram de madeira, pegaram fogo e pouco a pouco carbonizaram e ficaram reduzidos a cinza. O […]
25/01/2021

Há mais de cem anos, por Catarina Almeida e Letizia Ortisi

Toda a gente conhece o Grilo Falante do Pinóquio: é a voz da consciência. E toda a gente acha que ele aparece para moralizar o […]
18/01/2021

“Agora é tarde demais”, por Catarina Almeida

Ora essa! Tarde demais… para quê? Gepeto desejou um boneco maravilhoso, que soubesse dançar e fazer esgrima, ou seja, que pudesse participar na alegria da […]